Conheça a invenção que pode salvar sua vida!

Conheça a invenção que pode salvar sua vida

De acordo com a ABRACOPEL1, no ano de 2018 no Brasil foram registradas 622 mortes causadas por choques elétricos, sendo que a maior parte dos óbitos ocorreu em ambientes residenciais. Estudos realizados2 em 2017 indicaram que apenas 27% das residências pesquisadas possuíam o DR (diferencial residual), o principal meio ativo de proteção contra os choques elétricos. Com ele, boa parte dos acidentes poderiam ser evitados.

Mas afinal, o que é um DR?

O interruptor diferencial residual, mais conhecido como DR é um dispositivo que detecta a corrente de fuga à terra, que ocorre durante o choque elétrico, desligando automaticamente a energia antes que ocorram efeitos fisiológicos perigosos.

Os DRs utilizados para a proteção de pessoas devem ser do tipo de alta sensibilidade (com corrente residual menor ou igual a 30mA).

Botão “Teste”

Por ser um dispositivo de segurança, o DR deve ser testado periodicamente. Para esta verificação, basta pressionar o botão de teste (com o DR energizado), que deverá causar o desligamento do mesmo. Esta função “simula” um choque elétrico.

Por norma, o uso do DR é obrigatório.

De acordo com a norma ABNT NBR 5410 – Instalações elétricas de baixa tensão, é obrigatória a instalação de dispositivos DR (diferenciais residuais) nos circuitos de alimentação dos seguintes locais:

  • Banheiros (nas banheiras, chuveiros e tomadas);
  • Áreas externas;
  • Áreas internas que possam ser usadas com equipamentos no exterior;
  • Cozinhas, copas, lavanderias, áreas de serviço, garagens e outros locais molhados ou sujeitos a lavagens.

O uso do DR não dispensa outros meios de proteção, como a necessidade do condutor de aterramento, o bloqueio de partes energizadas contra contatos acidentais, dispositivos contra sobrecargas, curtos-circuitos e surtos de tensão.

É importante lembrar que instalações elétricas com falhas de isolação, não permitem o uso de DRs. Os aparelhos também devem ser compatíveis. Esta informação geralmente está marcada nas embalagens e/ou nos manuais que acompanham os produtos.

 

Referências:

(1) Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade. http://abracopel.org/ “Anuário Estatístico 2019 – Ano base 2018” – Acessado em 13/06/2019
(2) “Raio X das Instalações Elétricas”, publicado pela Abracopel em conjunto com o Procobre.http://bit.ly/2X6DnfE – Acessado em 13/06/2019