Disjuntores. Entenda sua importância e saiba como funcionam

Disjuntores. Entenda sua importância e saiba como funcionam

Os disjuntores são importantes porque tem função de proteger as instalações contra curtos-circuitos e sobrecargas, que são as maiores causas dos incêndios de origem elétrica no país1.

Um curto-circuito ocorre quando fios energizados com potenciais diferentes (como os dois de uma tomada comum na parede) se tocam, permitindo a passagem de uma corrente elétrica excessiva, que causa a elevação rápida de temperatura e até mesmo explosões, iniciando facilmente um incêndio.

Já a sobrecarga acontece quando ligamos, por exemplo, mais equipamentos em uma tomada do que ela ou os cabos (fios) ligados nela suportam. Por isto, quando usamos multiplicadores de tomadas, como os benjamins, que permitem ligar 3 ou mais aparelhos em um só ponto, é preciso verificar se a soma das correntes elétricas consumida por todos não ultrapassa os 10A ou 20A, de acordo com a tomada. Na condição de sobrecarga, a elevação de temperatura é mais lenta em relação a um curto-circuito, porém também pode provocar um incêndio.

Conheça algumas das principais características que devem ser consideradas na hora de especificar e utilizar os disjuntores:

Disjuntores NEMA e DIN. O que isso significa?

Ambos são nomes de padrões (normas técnicas) de segurança que os disjuntores atendem. Então, qual devemos escolher?

Os modelos NEMA são os tipos mais antigos, cada vez menos empregados, devido vários fatores, principalmente à baixa eficiência.

Já os modelos DIN utilizam uma tecnologia moderna, que proporciona alta eficiência na proteção (são precisos e rápidos), além de serem mais compactos.

De acordo com o uso, define-se o tipo de curva: B ou C.

Curva B – São indicados somente para cargas resistivas, tais como torneiras elétricas, chuveiros e aquecedores.

Curva C – Ideais para uso geral, tomadas, circuitos de iluminação e equipamentos com correntes de partida elevadas, como motores elétricos, máquinas de lavar, geladeiras e similares.

Antes de escolher os disjuntores para sua obra, atenção às dicas:

  • Sempre utilize dispositivos padrão DIN, que garantem uma proteção eficaz.
  • Procure por modelos que tenham um indicador colorido de “ligado/desligado”. Isso facilitará a identificação do status deste no quadro de distribuição.
  • Adquira sempre produtos de qualidade, de boa procedência, que tenham suporte técnico e garantia.

Referências:

(1) Anuário Estatístico 2019 – Ano base 2018, publicado pela Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade.http://abracopel.org/ Acessado em 18/07/2019